Dr. Inácio Ventura

Dr. Inácio Ventura - Ortopedista - Quadril e Joelho - Brasília, DF

Entenda porque fazer “tudo certo” não garante saúde

Entenda porque fazer “tudo certo” não garante saúde

Preste bem atenção aos exemplos apresentados a seguir:

Situação 1: Você pratica corrida todos os dias, participa de provas todo mês e até já faz parte de uma equipe competitiva. Essa rotina leva à certeza de saúde!

Situação 2: Um familiar sofreu uma queda em que fraturou o quadril, mas já foi operado. Pensa-se que o problema foi totalmente resolvido!

Situação 3: O amigo do futebol lesionou o joelho, foi operado e já até voltou a participar das peladas semanais. Imagina-se que está curado!

É natural que tiremos conclusões como estas relacionadas aos desfechos de casos semelhantes a estes acima relatados. Em geral, entende-se que tudo se resolve em um simples procedimento, e depois não é mais preciso se preocupar com nada. Porém, lamento desapontar: lidar com saúde não é tão simples.

Números alarmantes! 

Os dados preocupam e estão cada vez mais descritos na literatura científica mundial:

  1. Ex-atletas de elite apresentam o dobro de chance de desenvolver artrose dos quadris ou joelhos e de necessitar de uma cirurgia para colocação de prótese, independentemente de terem sofrido lesões prévias ou não;
  2. Após os 65 anos de idade, há probabilidade de quase 20% de um homem sofrer uma fratura até o fim da vida. No caso das mulheres, esse percentual chega a 50%;
  3. Das vítimas de fratura por osteoporose, 40% das mulheres e 60% dos homens sofrerão outra fratura, se forem apenas operados;
  4. Jogadores de futebol que romperam o ligamento cruzado anterior apresentaram um risco 10 vezes maior de desenvolver artrose do joelho, independentemente de terem passado por cirurgia.

“Prevenir é melhor do que remediar”

Este é o antigo conselho de nossos avós e parece que vem ensinar à medicina moderna como se comportar. Em determinadas situações, nem mesmo as técnicas mais avançadas da Ortopedia têm conseguido alterar o desfecho em longo prazo. Conscientes destes fatos, grandes entidades internacionais, como a FIFA e o Comitê Olímpico Internacional, têm estudado por décadas e focado a atenção em criar programas preventivos para seus atletas.

VEJA TAMBÉM:  Pilates: conheça um método de atividade física que auxilia no tratamento da artrose

O praticante de atividade física que não for orientado por profissional da saúde e negligenciar seu treino regenerativo e repouso mais cedo ou mais tarde sofrerá lesões.

É dever ético do cirurgião que tratou de algum paciente com fratura por osteoporose orientar o tratamento da doença em si, com o objetivo de evitar que ele sofra outras fraturas nos anos seguintes.

Mas cuidado! Não significa que o tratamento cirúrgico, quando bem indicado, orientado e conduzido, não deva ser realizado, os resultados em curto prazo (ou imediatos) costumam ser muito satisfatórios.

Se você pensa no futuro dos seus ossos e articulações, agende uma avaliação especializada, conheça os riscos, informe-se e inicie um programa preventivo.

Saiba mais sobre o Dr. Inácio Ventura

O Dr. Inácio Ventura é médico ortopedista. Formou-se pela Universidade de Brasília – UnB (2005). Fez Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia pelo Instituto Nacional de Ortopedia e Traumatologia – INTO-RJ (2008).

Fez pós-graduação em Cirurgia do Quadril e Joelho no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná – HC UFPR (2009), e em Medicina Esportiva e Exercício pela Universidade Veiga de Almeida – UVA-RJ (2009).

No currículo, acumula diversos títulos e certificações como membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Sociedade Brasileira de Quadril (SBQ) e Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ) e membro efetivo da International Society for Hip Arthroscopy (ISHA) e da American Association of Hip and Knee Surgeons (AAHKS).

O Dr. Inácio Ventura atua como médico concursado e Professor Colaborador Voluntário no Hospital Universitário de Brasília – HUB. Além disso, é sócio-proprietário do Instituto do Osso e da Cartilagem – Unidade Brasília.

Ele desenvolve um trabalho focado em prevenção, tratamentos não cirúrgicos e minimamente invasivos das lesões esportivas e artrose. Possui vasta experiência em cirurgias de reconstrução complexas (próteses) e preservadoras (artroscopias) do quadril e do joelho.

VEJA TAMBÉM:  Se eu não operar, o que pode acontecer?

Saiba mais sobre o Instituto do Osso e da Cartilagem (Brasília)

O Instituto do Osso e da Cartilagem (IOC) oferece tratamentos atualizados, individualizados e completos nas áreas de Ortopedia, Traumatologia, Medicina Esportiva, Clínica da Dor e Ultrassonografia Musculoesquelética.

A missão é garantir um atendimento responsável e respeitoso de forma a promover o bem-estar do paciente. O corpo clínico atua sempre baseado em valores como competência, ética, humanização e inovação.

Faça-nos uma visita e conheça nossas instalações e profissionais.

O IOC Brasília: Shopping Deck Brasil, Lago Sul – SHIS QI 11, 1º andar, salas 109-111.

Contatos: +55 (61) 9 9630-0600 / +55 (61) 3248-7350.