Dr. Inácio Ventura

Dr. Inácio Ventura - Ortopedista - Quadril e Joelho - Brasília, DF

Pilates: conheça um método de atividade física que auxilia no tratamento da artrose

Pilates: conheça um método de atividade física que auxilia no tratamento da artrose

Com técnicas elaboradas para desenvolver o corpo e a mente, o Pilates vem se tornando cada vez mais popular. Entre as opções de atividades físicas que otimizam o tratamento para a artrose, o Pilates é indicado pois a série de exercícios gera força muscular, alinhamento postural, aumento de flexibilidade e estabilidade central.

A artrose é um desgaste do tecido cartilaginoso que pode gerar dores e incômodos muito frequentes no quadril ou joelho. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), de 70 a 80% da população com mais de 65 anos possui a doença. Muitas vezes sua causa está ligada ao excesso de exercícios físicos inadequados.

Por isso, além do tratamento médico especializado, o Pilates poderá auxiliar na reabilitação de pacientes com artrose no quadril ou joelho. O Dr. Inácio Ventura apresenta abaixo algumas informações sobre a artrose.

O que é artrose?

Também conhecida como artrite ou osteoartrite, a artrose pode ser definida como o estado de degeneração de uma articulação, em especial da cartilagem, como consequência do desgaste gerado por um ambiente articular e corporal predisposto, alterações biológicas inflamatórias e estresse mecânico.

Geralmente essas alterações atingem articulações como as do quadril e do joelho, este último, no entanto, é mais comumente afetado. A dor e a limitação dos movimentos são os sintomas mais importantes, que acabam levando ao uso prejudicial de medicações e perda de qualidade de vida.

Onde surgiu o Pilates?

Nascido na Alemanha em uma cidade chamada Mönchengladbach, Joseph Humburtus Pilates, 1880 – 1967, foi uma criança praticante de diversas atividades físicas, em decorrência de seus problemas respiratórios e físicos. Lutava boxe e ensinava técnicas de defesa para detetives em Londres, porém, em consequência da primeira Guerra Mundial, era considerado inimigo da Inglaterra.

VEJA TAMBÉM:  Infiltrações para a dor: procedimento seguro e eficaz

Exilado para uma ilha chamada Lancaster, Pilates trabalhou com os soldados mutilados na guerra. Após ser transferido para a Ilha de Man como enfermeiro, ensinou aos pacientes exercícios físicos que ele mesmo criava, chamados de contrologia, retirando molas de colchões e macas.

Logo após o fim da guerra, Pilates voltou para a Alemanha e aperfeiçoou suas técnicas. Em 1912, mudou-se para Nova York e abriu o seu primeiro estúdio de Pilates. Faleceu em 1967, porém sua esposa e seus discípulos deram continuidade ao seu trabalho espalhando-o por outros países. No Brasil, o método chegou em 1991 por intermédio de Alice Becker Denovaro.

Como é o método de Pilates?

As aulas de Pilates duram cerca de uma hora, são ministradas individualmente ou em grupo por instrutores com certificação formados geralmente em fisioterapia, educação física ou dança. O método possui um repertório com mais de 500 exercícios feitos em solo ou com instrumentos como a bola, faixas elásticas, entre outros aparelhos.

Outros benefícios do Pilates

Alivia e previne lesões nas costas;
Melhora a postura;
Aumenta a capacidade cardiorrespiratória;
Fortalece os ossos e músculos da coluna;
Auxilia na prevenção de doenças mentais e patologias neurológicas;
Auxilia na prevenção da doença de Parkinson e AVC;
Eleva a autoestima;
Ajuda no controle de doenças reumáticas;
Promove equilíbrio para corpo e mente;
Alivia o estresse;
Tratamento de doenças osteomusculares;
Previne lesões;
Aumenta o condicionamento físico;
Aumenta a concentração;
Melhora a coordenação motora;
Cria resistência física e mental;
Auxilia no controle de peso.

Outras atividades físicas adjuvantes no tratamento da artrose

Atividades físicas de pouco impacto para o joelho ou quadril que fortaleçam os músculos também são indicadas, entre elas a musculação, ioga, treinamento funcional, caminhada leve, alongamento ou hidroginástica.

VEJA TAMBÉM:  Dr. Inácio Ventura no YouTube: informação compreensível em saúde

Tratamento da artrose pelo Dr. Inácio Ventura

O Dr. Inácio Ventura possui opções de tratamento com cirurgias preservadoras ou com próteses minimamente invasivas para a artrose do quadril ou joelho. Entre as várias possibilidades não cirúrgicas, o Dr. Inácio Ventura utiliza com frequência a viscossuplementação.

Todas as articulações produzem um líquido gelatinoso que banha todas as estruturas internas e lubrifica as cartilagens, porém, com a artrose, a produção deste líquido é prejudicada, levando à dificuldade em movimentar a junta e à dor. O método do Dr. Inácio Ventura utiliza ácido hialurônico, que funciona como “gel lubrificante” e possui propriedades anti-inflamatórias.

A viscossuplementação pode trazer resultados para a artrose, como o alívio da dor e melhora da mobilidade, chegando a durar de seis meses a um ano. Não possui efeitos colaterais ou toxicidade e pode ser repetida indefinidamente, enquanto apresentar bons resultados. Para saber mais sobre os possíveis tratamentos ou quais atividades físicas são aconselhadas, conheça o Dr. Inácio Ventura.

Saiba mais sobre o Dr. Inácio Ventura

O Dr. Inácio Ventura é médico ortopedista. Formou-se pela Universidade de Brasília – UnB (2005). Fez Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia pelo Instituto Nacional de Ortopedia e Traumatologia – INTO-RJ (2008).

Fez pós-graduação em Cirurgia do Quadril e Joelho no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná – HC UFPR (2009), e em Medicina Esportiva e Exercício pela Universidade Veiga de Almeida – UVA-RJ (2009).

No currículo, acumula diversos títulos e certificações como membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Sociedade Brasileira de Quadril (SBQ) e Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ) e membro efetivo da International Society for Hip Arthroscopy (ISHA) e da American Association of Hip and Knee Surgeons (AAHKS).

VEJA TAMBÉM:  Dor no quadril. E agora?

O Dr. Inácio Ventura atua como médico concursado e Professor Colaborador Voluntário no Hospital Universitário de Brasília – HUB. Além disso, é sócio-proprietário do Instituto do Osso e da Cartilagem – Unidade Brasília.

Ele desenvolve um trabalho focado em prevenção, tratamentos não cirúrgicos e minimamente invasivos das lesões esportivas e artrose. Possui vasta experiência em cirurgias de reconstrução complexas (próteses) e preservadoras (artroscopias) do quadril e do joelho.